Entrevista – O uso de Mantras e Shabads na prática de Kundalini Yoga para limpeza e cura

Por Patwant Kaur

Foto: Camila Muradas

1 – Como os mantras de Kundalini Yoga atuam na psique humana?

 Segundo os ensinamentos do Kundalini Yoga os mantras têm uma estrutura, poder e efeito sobre a mente através da vibração do som de acordo com leis da física e metafísica. Através da mente percebemos, analisamos o mundo e temos emoções, pensamentos e sentimentos. Desta forma, nossa mente cria hábitos e padrões automáticos e muitos deles nos levam agir e reagir de forma limitada, descontrolada e emocional.

Quando entoamos e repetimos um mantra, retomamos o controle da nossa mente e experimentamos um ajuste sutil que atua de 3 formas: traz foco para a mente, eleva a frequência de forma que outros pensamentos possam ser elevados e fornece um novo padrão, modelo ou impressão para a mente.

O resultado disto é que ganhamos clareza mental, foco e uma mente mais flexível, tranqüila e em paz. Criamos um novo padrão que favorece ações e comportamentos mais inteligentes diante das demandas e desafios da vida real.

2 – Qual a importância de entoar os mantras na abertura e encerramento de uma aula de Kundalini Yoga?

O mantra de abertura é um Adi mantra que significa primeiro ou primordial. É uma conexão com nosso ser mais elevado, nosso professor interno e a todo o conhecimento que nos foi passado através a Corrente Dourada de professores que vieram antes de nós. O significado do mantra é “Eu saúdo a energia universal e o caminho divino que me conduz da escuridão para a luz”.

Ao término das aulas entoamos também por três vezes o mantra Sat Nam. Fechamos o trabalho do Kudalini Yoga relembrando a nós mesmos que a nossa verdadeira identidade (Sat) é a identidade vibracional do Infinito (Nam), somos seres divinos. Este mantra é usado para aumentar a intuição, equilíbrio em  nosso destino.

3-  Qual a diferença entre um mantra e um shabad?

Os mantras são extraídos dos shabads. Eles são como cápsulas do conhecimento.

Mantra é uma fórmula vibracional que leva a mente a uma determinada freqüência imprimindo afirmações e qualidades a ela. Shabad Guru é o som que corta as falsas identificações do ego, trazendo um ensinamento infinito e um conhecimento espiritual para a experiência cotidiana e real de nossas vidas.

4 – Os mantras tem a capacidade de promover limpeza e cura. Como isso acontece no nosso subconsciente?

 Quando repetimos a estrutura de som do Shabad Guru, esta freqüência vai sistematicamente transformando os padrões habituais de pensamentos. Esta corrente de som provoca a liberação de pensamentos e sentimentos armazenados no subconsciente que vão se alterando na medida em que o Shabad se estabelece no sistema nervoso, transformando e vibrando um novo padrão em nós.

A meditação e a repetição específica de frases e sons primários limpam o subconsciente e refina a nossa mente, nos liberando de condicionamentos e reações inconscientes, tais como medo, agressividade e bloqueios. Você aprimora e desperta qualidades e capacidades internas adormecidas e se liberta de padrões de comportamentos e hábitos obsoletos.

5 – Os principais mantras se repetem e o que muda é o intérprete e o ritmo.Como o professor pode usar essas diferenças entre os ritmos para escolha dos mantras?

Essa escolha deve ir de encontro ao objetivo do Kriya ou o professor deve ser intuitivo apenas. Os mantras não mudam. Os intérpretes criam versões de melodias e ritmos como um suporte para os mantras. As palavras trazem a força e os músicos têm que ficar atentos para que a música não sobreponha ou iniba a força do mantra. A música é como um “pano de fundo” para o mantra.

A escolha das versões dos mantras depende do impacto e do trabalho que se pretende realizar. Se o professor quer favorecer a experiência de entoar forte, com o ponto do umbigo para gerar calor e força ele deve usar uma versão que traga estes aspectos. Isto é chamado de Jaap (repetição). De outra forma, se ele que oferecer a experiência de elevação, existe versões mais singelas que tocam o coração. Isto é chamado de Bhajan (cantar). Existem também versões que nos levam para a experiência de Suni- ai, que favorece a conexão e a escuta do conhecimento sutil interno. Esta escolha por parte do professor envolve prática, treino, conhecimento, sensibilidade e intuição.

6 – O que são os mantras aquarianos? Por que eles são especiais no processo de transição das eras de Peixes para Aquário?

 Os mantras aquarianos são uma seqüência poderosa de sons, que são vibrados como ferramenta para limpeza do subconsciente e elevação do nível vibracional de nossa mente. Eles são especiais para os tempos atuais devido a sua capacidade de elevar a consciência coletiva das pessoas, harmonizar e trazer equilíbrio mental para aqueles que juntos meditam na força do Nam (identidade vibracional do Infinito).

7 – O que é o Naad?

Naad é uma ciência de milhares de anos que trabalha com o movimento da língua, com a linguagem e com as mudanças químicas no cérebro. Esta ciência está baseada no conhecimento de como vibrar a essência do som de forma a termos a experiência do Infinito.

8 – Você pode falar sobre o trabalho do grupo Nam Simram Jheta?

O Jetha (grupo) iniciou o trabalho com Shabad Guru em 2011, quando fomos convidados para tocar na sadhana aquariana em um evento de Tantra Yoga Branco. Somos professores de Kundalini Yoga e músicos e nos inspiramos nos ensinamentos da tradição do Sikh Dharma como ensinado por Yogi Bhajan.

Nossa intenção principal é servir ao Siri Guru Granth Sahib (livro de poemas, mantra e Shabads) e a Sangat nos Gurdwaras (cerimônias de meditação no Som corrente do Shabad Guru). Nosso objetivo é servir através do som Sagrado do Shabad Guru em prol da elevação, cura e desenvolvimento interno das pessoas.

Jiwan Preet Singh Khalsa é formado em música e professor de Kundalini Yoga. Atualmente cursa pós-graduação em neurociência e coordena trabalhos e programas de Mantra Yoga, Naad Yoga e Shabad Guru na ABAKY (Associação brasileira dos amigos do Kundalini Yoga). Contato: jiwanpreetbh@gmail.com

 

Hits: 399

Deixe uma resposta